A Tríplice Fronteira


Atualmente, as lanchas fazem o transporte de passageiros entre Bella Unión e Monte Caseros. No curto período de 19 a 22 de janeiro de 2016, ingressaram ao Uruguai, transportadas através de lancha, 920 pessoas vindas de Monte Caseros



O serviço de lanchas faz o transporte quatro vezes ao dia, a partir das 9 horas da manhã e pela parte da tarde inicia às 14 horas e encerra às 17 causando frequente insatisfação naqueles que precisam de mais tempo para tratar de negócios e afrazeres. Há dias em que as lanchas não "cruzam" o rio devido ao vento forte, chuvas, mau tempo.

 

 

Apesar das dificuldades imposta pela precariedade da travessia, a população das duas cidades realiza um intenso comércio, bem como intercâmbio cultural e turístico.



Ruínas do Saladero: uma comunidade Mercosul nos fins do século XIX

 




A Ilha Brasileira, um santuário ecológico entre três países

 





O homem do campo é responsável por 80% do PIB da Barra do Quaraí


A história de seu povo é a do homem do campo, com suas tradições e respeito à Natureza.

 

 

O cavalo crioulo, pedestal do gaúcho, promove o município nacionalmente, nas provas do Freio de Ouro e Hipismo de Esteio.

 


As cabanhas da Barra do Quaraí, algumas de renome internacional, são verdadeiros bancos de genética.

 

 

 

 

 

 

Argentina e Uruguai - construção de ponte irá unir as cidades de Monte Caseros e Bella Unión



A ponte terá 1 km e estará localizada a 10 km do centro de cada uma das duas cidades


 

Informe CARU - 14 de abril de 2016

 

Avançam os trabalhos para a construção da ponte internacional entre Bella Unión e Monte Caseros.

 

 

A Comissão Administradora do Rio Uruguai - CARU, informa que o marco das atividades do Serviço de Consultoria para realizar os Estudos de Viabilidade Técnica para elaborar o projeto da Ponte Internacional entre as cidades de Bella Unión e Monte Caseros, integrado por construtoras uruguaias e argentinas, apresentou no dia 14 de abril de 2016, os progressos do estudo.

 

Durante a reunião, engenheiros e técnicos informaram sobre os aspectos mais relevantes dos oito possíveis trechos avaliados e as principais preocupações ambientais vinculadas com a futura ponte. Os profissionais destacaram que todos os atores sociais consultados tinham conhecimento do projeto da ponte binacional.


O engenheiro De Castellet convidou os interessados a expressas suas piniões e comentários sobre a possível localização da ponte através do site da CARU www.caru.org.uy.


Os presentes fizeram perguntas referentes às instâncias técnicas e de construção, sobre as perspectivas de navegação, aspectos ambientais e a altura da futura ponte.


Os recentes trabalhos da consultoria se realizam em cumprimento do mandato recebido pelos Presidentes e os Chanceleres da República Argentina e da República Oriental do Uruguai, que acordaram em 13 de março de 2014, mediante documento conjunto, dar início ao chamado de licitação de consultoria.

 

 


Informe CARU - 25 de janeiro de 2016


A Comissão Administradora do Rio Uruguai (CARU), assinou em Monte Caseros e em Bella Unión a Ata de início do estudo de viabilidade técnica, econômica e ambiental da ponte internacional Uruguai-Argentina.





A partir de agora, o Consórcio tem 210 dias para concluir o primeiro estudo de viabilidade técnica da ponte internacional.



No dia 22 de janeiro de 2016 foi assinada a Ata de início dos "Servicios de Consultoría para realizar los Estudios de Viabilidad Técnica, Económica y Ambiental, con las correspondientes Especificaciones Técnicas para el llamado a elaboración del Proyecto Ejecutivo y Construcción de un Puente Internacional sobre el Río Uruguay entre las ciudades de Monte Caseros (Argentina) y Bella Unión (Uruguai)”.


O ato realizou-se no Salão Bicentenário de Monte Caseros e, no mesmo dia, no Salão do Município de Bella Unión. Durante os atos o Presidente da CARU, Arquitecto Rogelio Texeira expressou:


“Estamos em um projeto que nos ajude a construir uma estrutura que nos una e forme a Pátria federal tão sonhada pelo General Artigas".


O Intendente de Monte Caseros disse que "hoje é um dia muito especial para a integração de nossos povos, é um dia histórico para alcançar na prática o objetivo de se inciar um estudo de factibilidade da realização da ponte".


O Alcalde de Bella Unión, resaltou: "A construção da ponte é fundamental para a área econômica, social e ambiental dos dois povos".


O Intendente do Departamento de Artigas, assinalou que "este momento destaca-se pela integração regional de um território muito importante como é a Tríplice Fronteira, integrada pelo Uruguai, Argentina e Brasil".

 


30 de Junho de 2015
Abertura dos envelopes para a licitação dos trabalho de construção da Ponte Internacional Monte Caseros - Bella Unión


Um dia histórico para a Tríplice Fronteira - Novo impulso foi dado para a construção da ponte que irá ligar as cidades de Monte Caseros (Argentina) e Bella Unión (Uruguai). A licitação para os trabalhos referentes aos "Estudios de Factibilidad" teve como vencedora a empresa Tapyr, da cidade de Córdoba. A empresa possui larga e reconhecida trajetória na área e foi representada pelo Diretor Rodolfo Bergero e pela Administradora Maria Celeste Muñoz. A reunião aconteceu na sede da Comissão Administradora do Rio Uruguai (CARU) em Paysandú, Uruguai, com a presença de diretores uruguaios e argentinos e de Eduardo Galantini.



13 de junho de 2015 - Informe del Alcalde de Bella Unión, Fabio Neireitter:


"Despues de una larga jornada, resultado positivo, un pasito mas firme y seguro, para que nuestro puente sea una realidad y digo nuestro porque es como debemos llamarlo Bellaunionenses y Cacereños!"

 

Definen en la oferta económica quien hará los estudios del puente. Fabio Neireitter: Dos empresas habilitadas. En la reunión realizada en Paysandú este martes, en la que participaron directivos de la Comisión Administradora del Río Uruguay (CARU) y el alcalde de Bella Unión, Fabio Neireitter quedaron habilitadas las dos empresas que se presentaron para realizar los estudios de factibilidad del puente internacional Monte Caseros Bella Unión y la próxima semana se define en la oferta económica.

 

El alcalde manifestó que en 5 días se definirá en la oferta económica quien de las dos empresas, -- el Consorcio CSI Ingenieros -- Serman Asociados y el Consorcio PI, integrado por las firmas LKSur S.A, CONSULBAIRES, Ingenieros Consultores S.A y Consultoría Oscar G. Grimaux, SAT, será la que realice los Estudios de factibilidad Técnica, Económica y Ambiental, para la construcción del Puente carretero Internacional Monte Caseros (RA) y Bella Unión (ROU).

02 de abril de 2015 - La CARU decidirá entre dos consorcios para los estudios del puente Monte Caseros-Bella Unión

En la ciudad uruguaya de Paysandú se realizó la apertura de sobres con dos oferentes CSI Ingenieros - Serman Asociados y Consorcio PI para el puente carretero sobre el río Uruguay que unirá las ciudades de Monte Caseros y Bella Unión.

 

Este puente facilitará el acceso rápido a mejores servicios de salud de la zona, tecnología médica, más empleo, crecimiento económico de productores, cruciales conexiones comerciales, acceso a diferentes carreras terciarias y universitarias y entre tantas otras cosas el acceso a otras ciudades y regiones.

 

 

En representación de Monte Caseros, el ex intendente, Eduardo Galantini y el doctor Mario Vallejos, mientras que por el lado de Bella Unión estuvo presente su alcalde, Jorge Neireitter.

Abren ofertas para consultoria de puente Bella Unión y Monte Caseros



El llamado internacional lo realizo la CARU (Comisión Administradora del Río Uruguay), para evaluar la construcción de lo que sera el tercer puente sobre el río Uruguay entre los dos países. Es un proyecto regional de mayor alcance como el corredor bioceanico, ya que uniría por tierra el sur de Brasil con Chile.

“Los fronterizos están preparados...”



Por último el ex intendente recordó aquellas palabras del embajador argentino en Uruguay, Dante Dovena cuando estuvo visitando Monte Caseros, quien sostuvo que muchos tienen miedo de que fronterizos están preparados para abordar y contener a ambas ciudades de cualquier inconveniente que genere el paso fronterizo carretero destacando a nivel cancillería la capacidad y lo bien que se trabajó en integración de fronteras en la costa del Uruguay



25 de maio de 2014 é anunciado o chamado de licitação: o convite foi feito pelo embaixador da Argentina no Uruguai


Numa data significativa para os argentinos, como é o dia 25 de maio, foi realizado o chamado para licitação da ponte Monte Caseros – Bella Unión. Esta obra abre a região para o corredor bi-oceânico favorecendo a integração e o desenvolvimento internacional. Na oportunidade, o Embaixador da Argentina no Uruguai, Dante Dovena, confirmou que as chacelarias já destinaram os aportes financeiros neessários para que se realizem os "Estudos de Factibilidade" para construir o que seria a quarta ponte entre os dois países.

 

O Embaixador enviou convite a Eduardo Galantini para participar do ato onde a Comissão Administradora do Rio Uruguai (CARU) fará o anúncio público do primeiro chamado desta licitação internacional. A convocatória será realizada após a conclusão dos estudos preliminares desta importante obra de infraestrutura binacional.



Uma balsa para trafegar entre os dois países transporta carros e caminhões



O maior argumento a favor da necessidade de uma ponte entre Bella Unión e Monte Caseros é a existência de uma balsa. A balsa existe desde 2011.

Por que não funciona?

 

As autoridades argentinas finalizaram a construção de uma rampa de acesso para o serviço da balsa que unirá ambas as margens do Rio Uruguai. Com a rampa terminada do lado argentino, resta apenas construir uma igual na costa uruguaia, pois cada municipalidade deve gestionar sua rampa. Concluída essa etapa, estaríam dadas as condições para brindar à região um serviço que permitirá o transporte de até 12 veículos.

 

Não apenas se encurtam os tempos de viagem, mas melhoram os acesso a outras localidades próximas que necessitam transitar por ambos países. Atualmente, os passageiros que não tomam as lanchas são forçados a percorrer 200 km até Passo de Los Libres para passar ao outro lado do rio.


A reportagem do Semanário A Ponte esteve em Monte Caseros, Argentina, no dia 14 de novembro de 2011 e conversou com o empresário que instalou a balsa para iniciar o transporte de caminhões e carros a partir de fevereiro de 2012.

 

“As avaliações que fiz me deixam esperançoso em começar os trabalhos. O movimento é compensador e existe uma necessidade crescente nesta Tríplice Fronteira das populações viajarem em turismo e comercializarem cada vez mais”. Mas, até o momento, a balsa está parada.





Integração: Através do rio Quaraí foi construída a ponte internacional que liga Barra do Quaraí (Brasil) a Bella Unión (Uruguai) possibilitando uma constante atividade comercial, devido ao câmbio favorável para a fronteira.


  • Comentário:


Nome:
Email:
Mensagem:

Luis Pedro Mujica

 

Bacharel Humanista, Bioquímico


"Nuestra región ha sido marginada por el IIRSA, planificada desde el norte, para decirnos cuales deben ser los pasos a seguir para insertarnos en el primer mundo; sabemos como sigue la historia si tomamos al pie de la letra las recomendaciones de WDC, entonces hagamos el esfuerzo de pensar por nosotros mismos estrategias que sirvan a la región".

"La Triple Frontera tiene historias comunes y muy poco tiempo de fronteras, menos de 200 años y hay una inmensa necesidad de poder comunicarse rápidamente entre los tres países. Brasil y Uruguay han desarrollado un puente ferroviario e posteriormente otra puente que une los pueblos de Bella Unión y Barra de Cuaraí. Falta unir la orilla este con la orilla oeste, es decir comunicar Monte Caseros con Bella Unión".

"Le evaluación de impacto es un proceso cuyo propósito es asegurar la utilización de recursos de manera eficaz, que favorece la interacción entre actores, permite acumular datos en forma multidimencional que sirven a la toma de decisiones, conduce hacia un consenso, busca prevenir los impacto ambientales y permite la aplicación de las reglas ambientales de la mejor forma".

Leia a íntegra do documento que avalia o Impacto Ambiental de uma ponte entre Monte Caseros (Argentina) e Bella Unión (Uruguay)


A Avaliação do Impacto Ambiental da construção de uma ponte entre Monte Caseros - Bella Unión, é importante como o primeiro passo para a tomada de decisões.


Free-Shops - a implantação das lojas francas nas cidades brasileiras de fronteira




Aspectos gerais da Barra do Quaraí, uma cidade entre três pátrias




O Marco Imperial da Ilha Brasileira foi erguido em 1862

 



A ação Social e Ambiental da Gincana Municipal da Barra do Quaraí





Projeto de Ação Social Binacional promovido pela ONG Atelier Saladero





Enchente na Tríplice Fronteira: o Rio Quaraí atingiu 15 metros acima do nível




Pedalando Trinacional "O Meio Ambiente não tem fronteiras!"





Antiga estação férrea uma relíquia histórica da época do Império




Ações do Movimento Transfronteiriço de ONGs